Castro sugere ao Estado a recomposição salarial dos servidores

A recomposição salarial dos servidores estaduais  – congelada há três anos –, foi defendida mais uma vez pelo deputado Luiz Castro (Rede), que sugeriu como fonte para o reajuste, os recursos da repatriação estimados em R$ 308,7 milhões, que vem sendo repassados pela União ao Governo do Amazonas, desde 2016.

Luiz Castro vai encaminhar na segunda-feira, requerimento ao Governo pedindo a recuperação salarial para compensar as perdas sofridas, devido a inflação que corroeu os salários dos servidores do Legislativo e do Executivo.
De acordo com o deputado, os profissionais da Educação, da Saúde e demais categorias de servidores do Estado não tiveram as suas datas-base cumpridas nos últimos três anos e acumulam a perda do poder aquisitivo nesse período.
“Não é justo desrespeitar a data-base dos servidores, impondo perdas aos seus salários. Como podem ter estímulo para trabalhar se não são valorizados, se seus salários estão congelados e suas famílias passam necessidades?”, questiona Luiz Castro.
Somente os servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) obtiveram reposição salarial, além dos policiais, que conseguiram promoção e tiveram a sua situação amenizada.
Dinheiro da repatriação
Luiz Castro explica que o Amazonas foi beneficiado na divisão dos R$ 46,8 bilhões que o governo brasileiro arrecadou com a cobrança de impostos e multas em bens mantidos por contribuintes em outros países.
Em 2016 o Governo Federal repassou ao Amazonas R$ 138,1milhões e até este ano, o Estado recebeu R$ 903,5 milhões, provenientes da repatriação.
Na avaliação do parlamentar, parte desse dinheiro arrecadado com a repatriação dos ativos mantidos por brasileiros no exterior, deveria ser usada para repor a inflação nos salários dos servidores estaduais.
“Mas o Governo gasta muito e gasta mal, somente um preso do sistema penitenciário custa R$ 5.100, ou seja, sai mais caro do que o salário de um professor e até mesmo de um médico”, exemplifica.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

1 COMMENT

  1. Esse é doido! Dinheiro da repatriação não cobre nem parte do déficit que o Estado sofreu após a crise.
    O país todo esta enxugando a maquina e congelando salários e esse falastrão vem com essa conversa.
    Vejamos no que deu o exemplo do Rio de Janeiro com altos salários para o funcionalismo público.
    Funcionários públicos tem é que trabalhar mais e reclamar menos, a maquina hoje corresponde a metade do orçamento do estado e sabemos que não trabalham quase nada. Tome vergonha deputado

LEAVE A REPLY