Atenção TCE: Em Manacapuru, novo prefeito promove festival de editais de emergência para evitar licitações

O novo prefeito de Manacapuru, Beto D´Ângelo, está abusando dos decretos de emergência, neste primeiro momento de sua gestão, para ter liberdade de gastar o dinheiro público sem a necessidade de abrir processos licitatórios. É um caso a ser avaliado com lupa pelo Tribunal de Contas do Estado.

Sob a alegação de que precisa tomar medidas urgentes em áreas como a limpeza pública, saúde e educação, o prefeito está governando praticamente em estado de exceção, por meio de decretos.

A eleição dele foi questionada judicialmente, depois que surgiram várias denúncias de compra de votos e violação de urnas, principalmente em seções localizadas na zona rural de Manacapuru. D´Ângelo teve como coordenador de sua campanha o coronel PM Marcus James Frota, ex-comandante da corporação e amigo pessoal do governador José Melo que foi um dos principais envolvidos no processo de compra de votos que redundou na cassação do mandatário.

LEAVE A REPLY