Artur Virgílio e Geraldo Alckmin

Marcelo Reis Garcia*

A Luta do Prefeito de Manaus Artur Virgílio por prévias no PSDB para a Candidatura a Presidente da República é heróica.

Artur é um quadro histórico e aguerrido. Deputado Federal por vários mandatos Senador por 8 anos, Prefeito de Manaus pela Terceira vez.

Foi um bravo na oposição ao governo Lula e em 2010 foi alvo principal de Lula que via gravações telefônicas pedia que ao Amazonense que votasse em qualquer um menos em Artur. Perdeu a eleição voltou ao Serviço Público pois era funcionário concursado do Itamaraty e em 2012 se elegeu e em 2016 se reelegeu prefeito de Manaus.

Artur tem história política e experiência para ser candidato mas o PSDB de São Paulo não quer ele seja sequer pré candidato.

Geraldo foi candidato a Presidente em 2006 e teve menos votos no segundo turno do que no primeiro. A imagem do candidato usando um colete com as logos das estatais é das mais constrangedoras da política brasileira.

Geraldo se elegeu vice governador de São Paulo em 1994 e é governador pela quarta vez ( 2000- 2017 ) tirando os anos de 2007-2010.

Qual seu legado em São Paulo ?

Elegeu João Dória Prefeito que desde o segundo dia na Prefeitura queria ser presidente.

Geraldo ” aceita ” prévias mas não aceita debater com Artur.

Geraldo preside o PSDB e comanda o processo de Prévias.

Geraldo será o candidato do PSDB em 2018 e pela primeira vez desde de 1994 o PSDB não estará no segundo turno.

O Brasil não é São Paulo e quer ousadia para sair da crise com gestão e respeito por todo o país, por todas as classes sociais e que assuma o desafio de que o principal ajuste a se fazer não é o fiscal mas sim o humano.

Geraldo não tem valores humanos em seus governos paulistas para levar para todo país.

Lamento por Artur estar enfrentando esta luta de forma muito solitária dentro do PSDB.

Eu votei no PSDB ( não por ser Tucano ) em 2002, 2006, 2010 e 2014 mas com absoluta certeza Geraldo não terá meu voto em 2018.

O que o PSDB esta fazendo com Artur nas prévias é mais ou menos o que faria com a população se ganhasse a eleição em 2018 ou seja nada de debate, o caminho é um só e vai ser da forma que eu quero.

O país precisa de Diálogo e de idéias e não de verdades moldadas pela elite de São Paulo.

*O autor é um dos maiores especialistas brasileiros em políticas sociais. Na prefeitura de César Maia, no Rio, foi o braço direito da Secretária Vanda Engels . Desempenhou o mesmo papel qdo Vanda virou ministra de FHC. E trabalhou c o governador Antônio Anastasia, em MG.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY