1 COMMENT

  1. A “conjuntura” (?) faz mais uma vítima: Rebecca Garcia.

    Depois de Hissa, que se desfigurou e vai ficar sem mandato; Marcelo Ramos, que se aliou às vítimas de seus ataques, tornando-se aliado do que dizia condenar; de Wilson Lima, pau mandado do Grupo Calderaro, conforme ficou claro quando, sem dar um pio, saiu para ceder vaga ao artificial Josué Neto, novamente o Amazonense, ainda otimista e esperançoso, vê cair, definitivamente, a última máscara do Show de Horrores da política Baré e a Rebecca-Mudança, sem ser uma surpresa aos mais lúcidos, também se revela mero peão no jogo da politicagem e massa de manobra do seu pai, inegavelmente o político da família Garcia.

    Infelizmente não temos plantado renovações política que concorram aos cargos de Governador há décadas e os que se anunciavam como ruptura, cedem muito fácil ao brilho da luz e do vil metal, confirmando a inexistência de alicerce moral é ético da juventude política no Amazonas, que pela 7a vez não apresenta novas alternativas como pediram os votos da última eleição .

    Tomara que a nova proposta de Pablo Olivave Raphael, ambos ficha limpa, ambos Delegados, não venha sucumbir às areias movediças do lamaçal da política Amazonense e se confirmem como dignos dos votos, mais que eleitorais, de confiança, algo totalmente perdido .

    Não podemos desistir e heroicamente temos de apostar nos 5% de bons candidatos que tentam contra 95% de ilusionistas, manter viva a esperança do eleitor em ver sua terra, finalmente, conseguir parar de ser vampirizar para existir e distribuir as riquezas que sempre possuiu, mas que sempre foi desviada .

LEAVE A REPLY