Amazonas, de onde virá o seu socorro?

Por Marcel Alexandre*

Iniciei meu discurso hoje na Câmara desejando uma semana muito abençoada para todos. E nesta semana verdadeiramente precisamos da bênção do Senhor, a bênção que enriquece e não acrescenta dores, pois o Amazonas está vivendo um momento de insegurança, que já se configurava na área da saúde, segurança pública e emprego e renda.

O cenário político parecia que não passaria mais por alterações, e, então, repentinamente, aconteceu a cassação do mandatário maior do estado, e muitos ficaram assustados.

Como político, eu poderia fazer um julgamento meramente político, mas nesse momento prefiro voltar minha atenção para o salmista quando diz: De onde me virá o socorro? Ao que responde: Vem do Senhor, que fez os céus e a terra.

Deixei, então, toda a pauta programada do dia exatamente porque acredito que o povo está chocado, tenso, sem conseguir olhar a nova eleição com fé e esperança. Uma das últimas pesquisas mostra que o número de indecisos e nulos supera o do primeiro candidato. Mais uma vez o povo mostra a sua crise de credibilidade nos seus representantes.

Nesse momento, então, trago um princípio antigo, que tem a força do novo, que é exatamente sermos mensageiros da esperança. No livro de Romanos 13, a Bíblia diz que toda autoridade vem de Deus; as boas para o bem e as más para disciplina.

Somos, no Brasil, uma população com 83% de cristãos. Sabemos que o Brasil é um país laico, mas não laicista, porque o fato de ser laico permite a manifestação dos diferentes tipos de fé. Precisamos usar esse poder de quem crê em Cristo e transformar a nossa fé em oração, unindo-nos para pedir a Deus iluminação, intervenção. É tempo de clamar a Deus por socorro pelo Estado do Amazonas porque não dá para ver e continuar vendo o que o poder público está fazendo, a ponto de chegarmos a uma condição onde, numa eleição, os indecisos e nulos sejam mais do que o candidato que mais tem voto.

É tempo de nos humilharmos na presença de Deus e buscarmos nEle a  mudança de sorte do nosso estado. Como parlamentares, como representantes do povo que depositaram em nós votos de esperança, vamos manter a fé, a boa fé. Fé em Deus, olhando a conjuntura com mais cuidado, porque para além dos achismos de cada um, o nosso socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra.Que Deus tenha misericórdia de nós e conduzao Amazonas para o melhor.

09

LEAVE A REPLY