Advogado é preso em flagrante dirigindo embriagado e sem documentos

Entre a noite de sexta-feira (09/02) e a madrugada desta Segunda-Feira Gorda de Carnaval (12/02), 52 motoristas foram flagrados dirigindo sob efeito de bebida alcoólica nas ruas de Manaus. Já os mais conscientes decidiram não dirigir depois de ingerir bebida alcoólica e acionaram o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), que levou em segurança para casa 90 motoristas que pediram ajuda por meio do serviço de Disk-Pileque, que é operacionalizado pelos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).
O balanço foi divulgado pelo diretor-presidente do Detran-AM, Vinicius  Diniz, que está com mais de 120 agentes mobilizados paras as  operações de fiscalização da Lei Seca durante as folias de Momo. Nas operações, o órgão conta com apoio das polícias Civil e Militar.

Entre os casos que mais chamou atenção dos agentes está o do advogado Flavio Mateus Correia, 38, flagranteado dirigindo embriagado na rua João Valério, zona centro-sul, no inicio da noite de Domingo Gordo de Carnaval (11/02). Além da embriaguez, Flávio Correia foi autuado em outras cinco infrações de transito: Licenciamento Anual do Veículo atrasado, direção perigosa, sem documentos de porte obrigatório, no caso Certificado de Registro de Licenciamento Veicular (CRLV), desobedecer ordem de parar de agente de trânsito e recusa de apresentar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O advogado foi preso em flagrante e apresentado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), localizado na avenida Nilton Lins, onde foi aberto o inquérito policial por crime de trânsito. Ele também vai responder a processo administrativo e terá a CNH suspensa por um período de 12 meses, além do pagamento das multas aplicadas, que somam mais de R$ 5 mil.

No total o Detran-AM lavrou 297 autos de infração nos primeiros três dias do feriado prolongado de Carnaval. Foram aprendidos 102 veículos, sendo 65 carros e 37 motocicletas. A maioria das infrações foi relacionada à falta de documentação de motoristas e veículos, além dos casos de embriaguez.

Respeito e precaução – Para o diretor-presidente do Detran-AM, que está coordenando pessoalmente as fiscalizações da Lei Seca, embora ainda seja grande o número de infratores, os manauenses estão mais conscientes em relação a dirigir sob efeito de bebida alcoólica. “Encontramos muitos foliões usando aplicativos de carro, Uber, taxi, amigo da rodada. Em parte é precaução por conta de saber que nós estamos nas ruas, fiscalizando, mas também é uma demonstração de consciência, de respeito com outro e com a própria segurança”, afirma o dirigente.

O diretor técnico do Detran-AM, Rodrigo Sá, frisou que as equipes do órgão estarão nas ruas até a Quarta-Feira de Cinzas, com reforço de fiscalização tanto nas áreas que dão acesso ao Sambódromo, onde vai acontecer o Carnaboi e a tradicional Banda do Galo de Manaus, quanto nos bairros, onde são realizadas festa de Carnaval na rua. “As equipes vão permanecer nestes locais até o final do evento, para garantir que o motorista embriagado não sai por aí dirigindo”, reforça.

Disk-Pileque – O serviço de carona gratuita montado pelo Detran-AM em parceria com o Sindicato e Associação de Motoristas de Ambulâncias do Amazonas recebeu 220 ligações entre a noite de sexta-feira e a madrugada desta segunda-feira. Nos três dias, 90 motoristas alcoolizados foram levados em casa pelas equipes
do Disk-Pileque.

Entre os atendimentos está o de uma dona de casa que ligou pedindo ajuda porque o marido havia bebido e insistia em dirigir. Segundo o coordenador do Disk-Pileque, Manuel Araújo Lima, a dona de casa, na ligação feita para o número 9-9146-9863, relatou que estava com os filhos e o marido, que havia bebido, e como não sabia dirigir pediu ajuda para chegar em casa com a família em segurança.

O serviço de carona do Detran-AM estará disponível até o dia 15 de fevereiro. São cerca de 40 socorristas do Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – que voluntariamente se revezam em plantões de 12 horas para atender aos chamados de motoristas que beberam e não tem como voltar para casa dirigindo.  “Estamos empenhados em salvar vidas, evitando que motoristas embriagados se acidentem e machuquem outras pessoas também. Infelizmente, ainda somos alvos de trotes”, afirma.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY